MERCADO IMOBILIÁRIO: 5 DICAS PARA MELHORAR O CONTEÚDO DAS SUAS REDES SOCIAIS

Revisite os fundamentos da sua marca


Não aposte no conteúdo pelo conteúdo nas redes sociais da sua empresa. O ponto de partida para um bom planejamento de conteúdo é o branding; a revisita constante aos pilares da marca. Nos últimos tempos o termo branding tem circulado entre equipes de marketing e gestão como sendo uma ferramenta de inovação, quando na verdade deveria ser um setor fixo de qualquer organização, por ser capaz de conduzir as estratégias da marca, guiar a comunicação, fomentar melhorias no serviço e nos produtos. Portanto, observe e faça emergir os valores da sua marca e determine que os conteúdos serão criados a partir dessa estrutura. Se sua marca, por exemplo, tem o compromisso com o meio ambiente como pilar fundamental, crie conteúdos relevantes em torno desse tema, buscando sempre comunicar valor, sem desvincular o papel da marca nas transformações positivas reais do mundo. Sem esquecer que suas ações de comunicação fora das redes, em qualquer canal ou atividade, devem também seguir integralmente o que determinam esses fundamentos.


Inclua o cliente na comunicação dos seus produtos


Muitas comunicações de empreendimentos imobiliários trabalham basicamente com perspectivas, ilustrações, simulações com bancos de imagem para traduzir o universo semântico de seus empreendimentos. Mas é importante que o público-alvo possa ter acesso a experiências reais, humanas, que se sinta representado não somente por atores e modelos, mas por pessoas com características e necessidades semelhantes. Não à toa, plataformas como TikTok têm feito parte da estratégia de comunicação das marcas, porque sua fórmula é simples: gente fazendo coisas do dia a dia, mostrando como vivem, de forma espontânea e livre. Então, traga os clientes para o centro das atenções do seu produto, faça ele falar dos seus sonhos, de suas expectativas, do seu modo de vida e como o produto que você oferece se encaixa em seu mundo. É muito mais fácil criar uma conexão afetiva com seu possível novo cliente.


Contextualize o produto com profundidade


Sempre é bom lembrar: você não está vendendo um apartamento, casa ou terreno. Você está tratando de sonhos, planejamentos de vida, emoções. Imagine a quantidade de expectativas colocadas por alguém que vai adquirir um bem de alto valor agregado, muitas vezes resultado de décadas de trabalho.


Não tenha pressa para explicar cada detalhe. Dedique ao produto parte importante do plano de conteúdo. Em posts separados para o feed, vídeos curtos, stories e/reels, mostre e descreva com detalhes os aspectos mais importantes da região do empreendimento, depois do bairro, da rua, e quando chegar ao imóvel, faça recortes minuciosos de cada parte, acabamento, método construtivo etc. O tom de voz pode ser de "curiosidade" ou até mesmo mais técnico. O objetivo é mostrar ao consumidor que ele "sabe o que está comprando". Não esqueça, para o cliente, tudo é importante.


Invista em produções de qualidade


Não adianta ter um discurso bem alinhado, comunicar com clareza textual os valores da sua marca ou os benefícios do seu produto e, na hora de criar comunicação, você economizar na produção. Busque profissionais de fotografia, 3D e vídeos sempre altamente qualificados. Inclua no custo um padrão alto de produção. A velha máxima de que o barato sai caro é real também no mercado imobiliário. Como passar valor e confiança sobre um produto de alto padrão trabalhando com imagens 3D de baixa qualidade? Como convencer um cliente a investir grande quantia de dinheiro num imóvel comunicado com materiais gráficos sem preocupação com design, texturas adequadas etc? Investir na qualidade da produção é tão importante quanto a arquitetura, os acabamentos do imóvel, a decoração de uma unidade demonstrativa. Todo esse conjunto também deve manter a coerência e obedecer aos fundamentos do branding.




Transparência: fale de valores, mas também de preços


Uma das grandes frustrações de quem busca por um imóvel é o prolongamento excessivo da jornada de compra. Muitas empresas do ramo imobiliário ocultam valores por acreditarem que, desta forma, fica mais fácil "pescar" um possível cliente menos atento. Mas de que adianta levar o cliente para a “boca do lobo” e frustrá-lo na hora de falar de valores? Em tempos de mensagens mais rápidas e dinâmicas, de anúncios cada vez mais objetivos e persuasivos para reter atenção, faz-se necessário a transparência máxima. Dedique parte da sua estratégia a peças de comunicação que exponham preço, formas de pagamento e até juros. Além de expor o “valor da transparência” presente na sua empresa, você já cria um filtro de qualificação para seu público e evita conversas contraproducentes e tempo perdido dos seus corretores.


16 visualizações0 comentário